Em referendo, Nova Zelândia optou em manter bandeira tradicional

//Em referendo, Nova Zelândia optou em manter bandeira tradicional
bandeira-da-nova-zelandia-tremula-no-predio-do-parlamento-na-capital-wellington-1458819235086_615x470

Em referendo que terminou nesta quinta-feira (24), a Nova Zelândia decidiu manter a bandeira tradicional do país. Resultados preliminares mostram que 56,6% dos neozelandeses preferiram manter a bandeira, enquanto 43,2% optaram pela nova flâmula, de acordo com o jornal britânico "The Guardian".

Os resultados oficiais devem ser divulgados na próxima quarta-feira (30).

O primeiro-ministro do país, John Key, apoiava a troca de bandeira e afirmou estar um pouco desapontado. "Obviamente estou um pouco desapontado, não houve mudança, mas quase um milhão de pessoas votou pela mudança. Só porque não é o resultado que eu queria, não significa que não foi um processo interessante", disse.

O orçamento estimado do referendo é de 26 milhões de dólares neozelandeses (equivalente a R$ 70 milhões), incluindo gastos como a alta remuneração dos 12 membros do "Comitê da Bandeira", criado para promover um debate com o público.

Formado por acadêmicos, ex-esportistas, empresários e militares, que recebem no mínimo 640 dólares neozelandeses (mais de R$ 1.700) por dia trabalhado, o grupo se tornou motivo de piada ao organizar eventos fracassados, como workshops que atraíram, respectivamente, oito e dez pessoas nas cidades de New Plymouth e Christchurch.

 

Olá, seja bem-vindo! Este aviso é apenas para lembrá-lo de CURTIR a Fanpage da BGLOBAL. Continue ligado nas novidades. Obrigado!

CLOSE