Dirigindo na Nova Zelândia

É comum o intercambista desejar viajar para conhecer as belas paisagens da Nova Zelândia. E vale bastante a pena, com certeza!  As opções vão de carros pequenos a trailers/campervans para atravessar o país de norte a sul.

Mesmo se estiver acostumado a dirigir em outros lugares, você precisará, antes de começar sua jornada, estar bem atento a circunstâncias como climas extremos, estradas estreitas e com vento e a regras diferentes para cada estrada.

Mas um ponto importante é ter a carteira de motorista, né? O legal é que não é necessário ter uma carteira internacional para dirigir na terra dos kiwis. A do Brasil mesmo funciona desde que você porte uma tradução feita por tradutores autorizados pelo departamento de trânsito de lá. Entrando no país, você pode dirigir com a tradução por até 12 meses (a versão brasileira precisar estar junto), e após este período, somente tirando a carteira de motorista deles. O que não é uma tarefa muito simples para

quem já tem alguns vícios ao volante. Lembra de quando fazia aulas de trânsito e tinha que fazer tudo certinho? Pois então, por aí.

Como sabemos que nossos clientes podem querer aproveitar o país dirigindo, e queremos a segurança de todos, algumas dicas que ressaltamos sempre:

– Dirija sempre no lado esquerdo da estrada! Colonizada pelos britânicos, os kiwis seguem a mão inglesa. Se estiver acostumado a dirigir do lado direito (nosso caso), talvez seja um desafio lembrar-se disso especialmente ao entrar no fluxo de tráfego.

– Se puder esperar um pouco para dirigir, espere! Justamente pela dica acima, é mais seguro pegar o volante depois que o seu cérebro já tenha se adaptado ao lado esquerdo.

– Não é novidade para ninguém que dirigir quando estiver cansado é uma ameaça. E em um novo país onde você não está familiarizado com as regras e as estradas esta dica é de ouro.

– As estradas muitas vezes podem ser estreitas, íngremes e apresentar ventos laterais, devido à variedade de relevo, a maioria das vias é de uma faixa em cada sentido, sem barreiras entre elas. Você também pode encontrar estradas de cascalho, é importante reservar bastante tempo, ir devagar e parar em um lugar seguro se quiser dar passagem para o tráfego atrás de você.

– Em alguns lugares, como pontes por exemplo, há letreiros luminosos informando as condições de direção. Então se ao atravessar a ponte estiver informando “dirija com cuidado, ventos fortes”, respeite o aviso. É para sua segurança. Ninguém quer ver seu carro voando por aí.

– Permaneça dentro dos limites de velocidade permitidos indicados nos sinais de trânsito. A velocidade máxima em qualquer estrada é de 100km/h. A velocidade máxima nas áreas urbanas é de 50km/h.

– É possível vivenciar as quatro estações em um dia. Você começa seu dia com céu azul, chegando no seu destino sob chuva e granizo. Por isso, os riscos relacionados às condições climáticas na estrada podem ocorrer a qualquer momento, sempre confira a previsão do tempo antes de sair!

– No inverno as estradas podem ser traiçoeiras, neve, gelo e nevoeiro podem ser comuns, principalmente na Ilha Sul e ao redor das passagens em montanhas.

Quer saber mais um pouquinho? Leia o “Folheto da New Zealand Transport Authority para Motoristas Internacionais”. Tem versão em português.

//www.nzta.govt.nz/assets/resources/driving-in-nz/docs/driving-in-nz.pdf

Se tiver alguma dúvida específica, entre em contato conosco! Queremos que nossos clientes tenham a melhor experiência possível e estejam seguros.