Vamos conversar sobre a Nova Zelândia?

Quando pensamos em fazer um intercâmbio, muitas vezes pensamos somente em estudar o idioma. No entanto, há várias outras oportunidades para quem já tem um inglês avançado ou mesmo quem pretende continuar mais um tempo no país. E a Nova Zelândia pode ser uma excelente opção para quem deseja experiências mais longas e certificações internacionais.

Está querendo se qualificar? Quer ter uma experiência na Nova Zelândia? A bglobal pode te ajudar. Temos parceria com diversas instituições no país, que oferecem cursos em várias áreas. Decidimos abordar aqui algumas das opções de cursos mais comuns na Nova Zelândia.

O aluno pode optar desde cursos tecnólogos até os de níveis superior na Nova Zelândia. Diferentemente do Brasil, os cursos superiores lá têm três anos, em sua maioria. Ou seja, em apenas três anos, você pode se graduar na Nova Zelândia! São escolas privadas, as chamadas PTEs, as politécnicas e universidades. Tudo vai depender da área de interesse e o quanto esta disposto a investir nesse sonho.

Antes de falar de cursos, é importante entender como funciona o sistema de ensino na Nova Zelándia. Ela é dividida em níveis:

Nível 5
Equivalente ao primeiro ano da faculdade
Nível 6
Equivalente ao segundo ano da faculdade
Nível 7
Equivalente a graduação, bacharel
Nível 8
Equivalente a pós-Graduação
Nível 9
Equivalente ao mestrado
Nível 10
Equivalente ao doutorado

Não adianta querer saber a equivalência no Brasil, isto vai depender da faculdade onde vai dar entrada na documentação e do MEC. Mas a boa notícia é que fazer uma graduação na Nova Zelândia não precisa ser somente em universidades. Uma das opções mais requisitadas está exatamente nas PTEs que oferecem preços mais interessantes para o estudante internacional, que ainda fica elegível para um visto de trabalho após os estudos. Este visto pode ter duração de 1, 2 ou 3 anos, dependendo do curso e da cidade onde estuda (não se preocupe vamos voltar ao assunto mais a frente neste texto).

Cursos

A Nova Zelândia conta com um dos melhores sistemas de ensino do mundo, com educação de alta qualidade. E são várias as áreas que o estudante internacional pode estudar. Mas algumas têm mais procura, seja pelo valor, por pré-requisitos ou mesmo por ser mais genérica e poder abranger os alunos de várias áreas. Normalmente, as PTEs contam com “mais flexibilidade” na inclusão de cursos, já que elas estão mais alinhadas ao mercado de trabalho. Ou seja, a indústria demanda, e o curso é criado para atender este mercado. E oferecem mais datas de início durante o ano. Não fica presa ao início do ano letivo, que coincide com o do Brasil.

Os mais procurados estão nas áreas de negócios, os cursos de Business. Talvez por serem mais abrangentes. Normalmente se dividem nas áreas de gestão, marketing e contabilidade.

Outro que também é bem procurado é o de TI. Profissionais do ramo ou pessoas que querem mudar de profissão acabam optando por estudar tecnologia, já que o mercado é bom em qualquer lugar do mundo.

Algumas instituições também oferecem cursos de turismo e culinária, que são bem fortes na Nova Zelândia. Afinal de contas, é um país que atrai muito o turista.

Ainda tem cursos voltados para a área da saúde, engenharia, educação física… Se achou interessante, entre em contato com a equipe da bglobal que, pelo seu perfil, irá te apresentar as melhores opções.

Requisitos

Claro que se aventurar num curso destes requer alguns pré-requisitos. O primeiro ponto importante é o nível de inglês. Para cursos de nível 5, o equivalente a 5.5 no IELTS; 6 e 7, 6.0 IELTS; e os níveis acima destes, 6.5 no IELTS. No entanto, outros testes são aceitos, clique aqui para saber. (https://www.nzqa.govt.nz/about-us/our-role/legislation/nzqa-rules/nzqf-related-rules/the-table/)

Experiência e formação também são levados em consideração. Para mestrado e doutorado, o primeiro passo é encontrar o orientador.

Visto de trabalho pós estudos

A Nova Zelândia ainda permite que o estudante, depois de se formar, aplique para um visto de trabalho. Quem se forma em Auckland, tem permissão de 1 ano, em outras cidades, a permissão é de 2 anos após os estudos.

A pessoa que já entra em curso nível 7 ou acima, estuda e trabalha no primeiro ano e depois pode ficar mais 1 ou 2 anos somente trabalhando (lembre da questão da cidade onde estudou). Dos níveis 4 ao 6, o aluno precisa estudar por 2 anos para ser elegível. Além disso, para quem deseja imigrar, o curso vale 30 pontos no processo de residência.

Normalmente, o aluno que entra direto no nível 7 já é formado no Brasil ou tem experiência de trabalho comprovada na área. Quem acabou de sair do ensino médio, começa pelo nível 5, que é o equivalente ao primeiro ano da faculdade.

Gostou da Nova Zelândia? Quer saber mais?

Fala com a gente! Nós, da bglobal, estamos prontos para te orientar.